Número de clientes

3 + 1 =

Receba Pix como meio de pagamento no seu sistema de caixa, e-commerce, aplicativo e muito mais!

pix no varejo

Pix: muito mais facilidade para o seu negócio

a Shipay integra no sistema de frente de caixa (PDV/ERP) um hub das principais carteiras de pagamentos digitais como: PicPay, Mercado Pago, Ame, Pag Bank (entre outras), incluindo PIX.

Últimas notícias do Pix

Principais perguntas sobre o Pix

1. O que é PIX?

O PIX é um novo meio de pagamentos que busca facilitar a transferência de valores entre as pessoas e negócios, simplificando o pagamento de contas, recolhimento de impostos e taxas. Além de transferências para outras contas, o PIX também permitirá o pagamento de compras em estabelecimentos que utilizem a plataforma

2. Qual é a origem do PIX?

“O PIX foi inspirado no sistema de open banking da Inglaterra. Apesar de servir de inspiração, não há muito como comparar os países porque são realidades diferentes”, explica Charles Hagler

3. Como vai funcionar o PIX?

“A plataforma é operacionalizada pelo Banco Central e está disponível no formato 24×7 (24 horas por dia, 7 dias por semana), o que possibilita que os pagamentos sejam feitos a qualquer momento” explica Hagler.

4. Quando o PIX entra em vigor?

“Assim como outros meios, o PIX também tem fragilidades e pode ser um prato cheio para criminosos. O principal deles é o problema de erros em transferências, o que acontece com DOC e TED. Os riscos no PIX são os mesmos, e caso o usuário transfira para a conta errada, ele terá dificuldade para estornar o valor transferido”, explica Hagler.

5. PIX é seguro?

“Assim como outros meios, o PIX também tem fragilidades e pode ser um prato cheio para criminosos. O principal deles é o problema de erros em transferências, o que acontece com DOC e TED. Os riscos no PIX são os mesmos, e caso o usuário transfira para a conta errada, ele terá dificuldade para estornar o valor transferido”, explica Hagler.

6. Qual a taxa do PIX?

“É cedo para dizer quais serão as taxas do PIX, já que o sistema ainda não está funcionando. A nossa expectativa é que as taxas sejam bem mais baixas do que as das operações atuais com cartões de crédito e débito. Nossa estimativa é que a taxa fique por volta de 0,5% ou um custo fixo por transação entre R$ 0,30 e R$ 0,70”, diz Hagler.

7. Qual a diferença entre o PIX e o TED?

Para Coimbra, as principais diferenças entre o PIX e o TED são as taxas e facilidade para fazer uma transação.

8. Como integrar o PIX no meu PDV/ERP?

“O Banco Central vai liberar um API, que permite a integração com os sistemas de ERP e de caixa no PDV. É possível utilizar a SHIPAY, solução que leva todas as carteiras digitais para dentro do sistema de caixa para integrar este meio de pagamento a qualquer estabelecimento”, explica Hagler.

9. Porque você precisa do PIX?

Os sistemas de pagamento instantâneo são uma tendência em todo o mundo. No Brasil, o este será um meio de pagamento bastante vantajoso tanto para empreendedores como para consumidores.

10. O que é a API do Pix?

A API de Recebimento do PIX permitirá ao varejista integrar o sistema de Frente de Caixa (PDV) aos PSPs, automatizando o processo de recebimento por PIX via QR Code Dinâmico, explica Ikeno.
Sendo assim, esse sistema será responsável por cumprir a promessa do PIX de realizar pagamentos no varejo com segurança, rapidez e com maior facilidade.

11. Como funciona e quais são as principais funcionalidades da API do Pix?

A comunicação com a API do PIX se dará de forma segura através de mecanismos de autenticação modernos (OAuth2) e conexão criptografada (TLS mútuo).

Portanto, as chaves do PIX serão validadas pelo DICT (Diretório de Identificadores de Contas Transacionais) que fará a “tradução” da chave para a conta que o cliente cadastrou em seu banco ou carteira digital.

12. Como fintechs podem utilizar a API para participar do Pix?

Além dos participantes diretos do SPI, compostos em sua maioria pelos bancos tradicionais e as principais fintechs do país, de acordo com o Banco Central, as instituições financeiras com mais de 500 mil contas são obrigadas a participar. PSPs que oferecem contas transacionais para os consumidores também podem participar do PIX. A diferença é que os bancos comerciais, múltiplos com carteira comercial e Caixas Econômicas tem participação direta.

13. Como funciona a API do Pix para bancos/fintechs e para clientes?

Os PSPs (bancos ou fintechs) deverão expor a API do PIX para os clientes, além de prover as chaves e certificado que o autenticarão na API. Já as fintechs não-participantes, poderão consumir os serviços da API do PIX, explica Ikeno.

14. Como conseguir a API do Pix? Como a Shipay facilita esse processo?

De acordo com Ikeno, a solução integrada que os sistemas de Frente de Caixa (PDV) já utilizam para oferecer o pagamento por carteira digital via Shipay também será utilizada para PIX. A solução da Shipay faz todo o trabalho de conexão com a API do PIX, junto aos PSPs, fazendo com que o cliente não se preocupe com esse processo.

15. Conseguiu entender o quanto a API do PIX é importante?

Por isso que este sistema que ajudará o PIX a cumprir os seus principais objetivos no varejo: evitar fraudes, funcionar 24×7, permitindo transações a qualquer momento e integrando o recebimento de pagamento instantâneos diretamente no PDV do varejista.

Carteira Pix do Banco Central do Brasil

Saia na frente!

Integre o PIX e todas as carteiras digitais de uma vez!

Integre o Pix no Varejo com pagamentos digitai para integrar carteiras digitais e integrar pagamentos digitais no pdv, sistemas de frente de caixa, sistema de caixa para varejo. Integre o Pix, Fácil o Pix para Varejo

Close Bitnami banner
Bitnami
Close Bitnami banner
Bitnami