Pagamento por criptomoedas no varejo de moda é destaque na Couromoda 2022

Pagamento por criptomoedas no varejo de moda é destaque na Couromoda 2022

Em janeiro aconteceu a maior feira de calçados, roupas e acessórios da América Larina, a Couromoda 2022.

No estande, os lojistas conferiram em primeira mão a integração dos principais meios de pagamentos digitais por QR Code, como: Pix, Mercado Pago, PicPay, Ame, PagBank (entre outras), em sistemas como frente de loja, ERP, PDV, e-commerce e aplicativos do varejo.
 
Por meio do sistema de gestão PDV 4.0 da Data System, a Shipay é responsável pela facilidade nos métodos de pagamento, e como novidade exclusiva para a Couromoda, será apresentada uma nova opção de pagamento: por criptomoedas. Mais de 3 mil clientes que fazem parte da base da Data System serão impactados por trazer essa praticidade ao cliente ao pagar suas compras com moedas digitais.

Vale ressaltar que a Shipay possui conexão com mais de 500 mil lojas físicas, e elas também serão impactadas com a novidade que irá ampliar a jornada de pagamento digital no varejo como um todo. Os donos de lojas físicas de calçados, roupas, além dos que atuam no e-commerce poderão oferecer criptomoedas ao vender um sapato, bolsa ou artigo de moda em geral.
 
“A Shipay, cuja capilaridade ultrapassa a marca de 500 mil estabelecimentos no país, vai dar acesso ao consumidor e ao dono do estabelecimento, seja pequeno, médio ou grande porte, a um universo de mais de 100 criptomoedas (Bitcoin, Ethereum, Binance, USDC, Bitcoin Lightning, Dash) dentre outras, por meio de uma carteira digital da Coynpayments, processadora de pagamentos em criptomoedas integrada na Shipay. No fim das contas, o consumidor pode pagar em criptomoeda e o estabelecimento decide se recebe em real ou cripto, a conversão é simultânea e a taxa é de 0,5% para o varejista.”, afirma Charles Hagler, sócio fundador da Shipay.
 
“Esse é o primeiro passo para que o varejo também possa aproveitar a segurança e agilidade das criptomoedas, além de popularizar ainda mais esse ativo não só como fonte de investimento, mas também como algo útil para ser usado em nossas compras”, explica Rubens Neistein, Business Manager da CoinPayments.
 
O funcionamento é bem simples. A empresa precisa utilizar a ferramenta da Shipay no seu sistema de caixa ou plataforma de e-commerce e abrir uma conta digital (wallet) na CoinPayments. Depois disso, basta o consumidor fazer o pagamento pelo seu celular apontando para o QRcode que aparece na tela da loja e o varejista receberá os pagamentos em criptomoeda na sua carteira Coinpayments. 

Fonte: Fashion Network

Shipay firma parceria internacional para facilitar o uso de criptomoedas no Brasil

Shipay firma parceria internacional para facilitar o uso de criptomoedas no Brasil

Se há cinco anos alguém lhe dissesse que poderia perfeitamente organizar a vida financeira sem tocar em uma moeda ou cédula, você provavelmente daria risada. Pois bem, bastou a pandemia chegar para acelerar drasticamente um movimento de digitalização dos pagamentos.

Há um ano, as pessoas se perguntavam sobre o que era o Pix, agora ele é opção de pagamento até mesmo na bilheteria do metrô. Faço essa breve recapitulação para lembrar que esse é apenas um passo da inovação acelerada, outras quebras de paradigma vão chegar em breve e é muito satisfatório ver a Shipay fazendo parte dessa revolução no mercado de pagamentos. Recentemente, fizemos uma parceria com a startup americana CoinPayments, com o propósito de facilitar a entrada de criptomoedas no mercado brasileiro. 

Como a nossa filosofia sempre foi facilitar os pagamentos digitais para o varejista, com essa parceria não seria diferente. A união da experiência da Shipay e da CoinPayments permitirá que os pagamentos com criptomoedas sejam mais simples e cotidianos. O grande diferencial aqui é que este formato vai além do varejo e abrange também transações entre empresas interessadas em utilizar criptomoedas. 

No comércio, o cliente poderá, por exemplo, escolher pagar uma compra com criptomoedas, mas o varejista continuará tendo autonomia para escolher como quer receber aquele dinheiro: o valor pode entrar como cripto ou ser convertido para reais. Com a parceria, o gestor de uma empresa também poderá fazer a opção de pagar uma conta usando cripto. 

Em outras palavras, o varejista ou empresário amplia as opções de pagamento para o cliente, mas pode continuar recebendo o dinheiro em moeda corrente, sem qualquer tipo de complicação e com a segurança de ter todas as transações criptografadas. Com a parceria, varejistas de qualquer porte poderão ter acesso a um horizonte de 2 mil tipos de criptomoedas. 

E aqui você já deve estar se perguntando quando essa possibilidade já estará disponível no varejo. Por hora, estamos aguardando a regulação das criptomoedas por parte do Banco Central – pauta que já está no radar da autoridade monetária. Inicialmente, elas seriam classificadas como investimentos, para depois serem transformadas em meios de pagamento. 

E enquanto a tramitação acontece por lá, do lado de cá a gente se prepara para oferecer esse serviço de forma robusta ao varejo. Em linhas gerais, o ponto mais revolucionário dessa parceria é trazer as criptomoedas de um campo abstrato, como no mundo dos investimentos, para a realidade do varejo e do mercado, sempre de uma forma que facilite tanto a vida dos usuários, com transações simples, transparentes e seguras. 

Hoje, a Shipay está presente em mais de 500 mil estabelecimentos comerciais e somente em 2021 já transacionou R$ 2 bilhões em pagamentos no varejo. Nossa integração permite o recebimento de pagamentos digitais (Pix e principais carteiras do mercado) em PDVs/ERPs, e-commerces e canais digitais de clientes. A americana CoinPayments, por sua vez, já transacionou US$ 10 bilhões em criptomoedas. Os números são um retrato da solidez de ambas em know-how para operar com pagamentos digitais, o que garante um serviço de ponta e totalmente seguro para o varejo. 

Tudo isso parece um cenário futurista demais? Pois bem, lembre-se do que recapitulamos no primeiro parágrafo deste artigo. Até pouquíssimo tempo atrás você nunca poderia imaginar que estaria tão independente do dinheiro físico – e de repente o Pix surgiu no seu cotidiano. Nós acreditamos que a chegada das criptomoedas no Brasil de uma forma mais ampla e democrática será só questão de tempo. E quando isso acontecer, já estaremos prontos para mais este capítulo da revolução dos pagamentos digitais.

.

Close Bitnami banner
Bitnami