Experiente em criar soluções customizadas para integrar pagamentos digitais, a empresa abre caminho para que o varejista possa se recuperar no cenário pós-pandêmico.

O economista Theodore Levitt já dizia: “Criatividade é pensar coisas novas, inovação é fazer coisas novas”, e a Shipay vem seguindo a lição à risca: enquanto a criatividade nos dá fôlego para criar novos serviços e soluções, a nossa expertise e senso prático puderam realizar um grande sonho: em apenas pouco mais de um ano de atuação no mercado, atingimos a marca de R$ 1 bilhão em transações no mês de julho! 

Para nós, isso é mais do que um número representativo, é a prova de que estamos na direção correta, oferecendo serviços e produtos de acordo com as necessidades do varejo. Nascemos com a premissa de facilitar pagamentos digitais e seguimos com esse escopo em nosso DNA. É uma grande satisfação para toda a nossa equipe ver como ao longo de tão pouco tempo no mercado, conseguimos um dinamismo muito grande para ampliar nossas soluções e atender clientes e parceiros com a agilidade e eficiência que é necessária em tempos de tantas mudanças aceleradas. 

Junto a esse balanço positivo, trazemos neste artigo algumas percepções relevantes a respeito do varejo neste novo momento. 

Benefícios da Shipay para parceiros e clientes

A gente sabe que a propaganda boca a boca é uma das mais eficientes, além disso é também muito satisfatória, pois reflete a satisfação do cliente. Neste sentido, nosso Co-CEO e fundador da Shipay, Luiz Coimbra, se alegra ao destacar como a empresa vem sendo reconhecida por clientes e parceiros. 

“O ponto mais interessante é exatamente a preocupação da Shipay com nosso modo de simplificar pagamentos digitais, o que fazemos nada mais é do que auxiliar os nossos parceiros para que eles possam gerar uma experiência de pagamento mais simples, mais direta, com menos complicações e mais agnóstica para os clientes deles. No final, o cliente do nosso parceiro é que tem que se sentir confortável de pagar via Pix, via carteira digital e aproveitar os benefícios desses pagamentos. Nossos parceiros podem capturar todos os benefícios da plataforma que a Shipay oferece, com conciliação de caixa,  integração de pagamentos e com muita simplicidade. O feedback tem sido muito positivo e quem mais gera esse retorno são os nossos clientes, recomendando a Shipay para outros parceiros. Para a gente, é o melhor reconhecimento de todos”, comenta.

O aumento da segurança nas transações é outro ponto importante, como explica Charles Hagler, também Co-CEO e fundador da empresa. “A gente tem notado com os parceiros que o principal ponto de feedback positivo é a possibilidade de evitar fraudes. Com o crescimento do Pix e dos pagamentos digitais, quem recebe de uma forma improvisada fica exposto a fraudes, enganos e desvios. O fato dos pagamentos estarem integrados no sistema, com toda a segurança que a gente traz por trás, com token e a confirmação direta na instituição financeira na tela do PDV, possibilita que o varejista receba por esses novos pagamentos, mas com segurança e confirmação em tela. O fato de estar integrado também traz mais fluidez na utilização do serviço, porque é tudo feito na tela, então ele consegue reduzir as filas e oferecer o serviço com muita confiabilidade”, pontua. 

Os riscos de receber o Pix de forma improvisada

Com a população gradualmente se vacinando, o movimento nas ruas também vai aos poucos se normalizando. Para 2021, a Confederação Nacional do Comércio (CNC) projeta um crescimento de 3,9% no comércio. Neste momento de retomada, o mais importante é que o varejista esteja em dia com as transformações que aconteceram neste período de pandemia, para que possa recuperar suas perdas e voltar a lucrar. “O mais importante é que o consumidor passou um período longo com um relacionamento muito próximo dos pagamentos digitais, fazendo pedidos por delivery, comprando via QR Code, usando os pagamentos digitais e as compras online. A vida vai voltar ao normal aos poucos, o varejista tem que entender que apesar desse cliente buscar uma interação física, ele não vai abrir mão dos ganhos que teve com pagamentos digitais, com instantaneidade. É muito importante o varejo estar preparado para entender que as necessidades desses clientes mudaram”, orienta Coimbra. 

Ele completa ainda que essa é uma oportunidade do varejista fidelizar seus clientes novamente. “A Shipay está muito preparada para orientar e dar suporte ao varejo, permite que ele tenha uma solução robusta, customizada e o mais importante, que atenda aos desejos desse cliente neste momento”.

Neste sentido, Hagler acrescenta ainda que os pagamentos digitais preservam também a premissa do distanciamento social e a segurança nas transações. Ainda que os impactos da pandemia sejam reduzidos no longo prazo, o vírus permanece em circulação e quanto mais os comércios puderem oferecer uma experiência low touch ao cliente, melhor para a reputação dessas lojas. 

Hagler reforça também o potencial das carteiras digitais para atrair os clientes para as lojas nesse momento de retorno para as lojas físicas. “As carteiras digitais são uma forma de chamar atenção para a loja, pois tem a possibilidade de oferecer promoções com cashback, aparecer no mapa do aplicativo da carteira, criar diferencial com a concorrência. Então se você tem uma loja com produto igual ao do seu concorrente, como uma pizza, você dá desconto para quem paga com Mercado Pago, ou 10% de cashback com PicPay ou Ame, isso atrai mais fluxo para a loja”, aconselha. 

Por fim, ele também reforça que o varejista precisa oferecer uma experiência tão boa quanto o cliente vem tendo no e-commerce. “Se o cliente está acostumado a pagar com Pix quando ele pede no e-commerce, é importante poder fazer isso também na loja física. Se está acostumado a pegar um cashback com uma carteira digital quando pede no e-commerce, deve poder fazer isso também na loja física”.

Quer receber pagamentos por QR Code direto na tela do seu PDV, no e-commerce ou nos seus canais digitais?

Close Bitnami banner
Bitnami