Lançado na metade de novembro de 2020, o PIX vem obtendo o sucesso esperado pelo Banco Central (BC). Segundo relatório da instituição, mais de 46 milhões de brasileiros já usaram o PIX no primeiro mês de operação.

Ainda de acordo com o BC, o sistema possui mais de 116 milhões de chaves cadastradas por cerca de 49,4 milhões de usuários. Se levarmos em conta os dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), existem 96,1 milhões de brasileiros economicamente ativos, ou seja, quase metade deles já utiliza o PIX.

Confira abaixo as principais dúvidas sobre o PIX:

Por que o PIX foi criado?

Com o crescimento dos meios de pagamentos digitais no país, o PIX surge como uma alternativa rápida para introduzir o Brasil ao mercado de pagamentos instantâneos. O meio também é mais seguro e flexível do pagamento com boleto, dinheiro em espécie, TED, DOC e cartões de crédito. O PIX é a melhor alternativa para enviar e receber pagamentos com velocidade.

Como pagar com PIX?

É bem simples! Basta entrar no aplicativo do seu banco/fintech, selecionar a opção PIX e realizar o pagamento através da chave ou do QR Code. Assim, o pagamento com PIX é realizado em poucos cliques.

Como funciona a integração com PIX?

Na solução da SHIPAY, o PIX é integrado no sistema de caixa do PDV da loja física do cliente. Assim, ele não precisa se preocupar com nenhuma configuração. Basta utilizar a solução e receber e enviar pagamentos via PIX diretamente na loja.

O PIX é seguro?

Sim, o PIX é um sistema de pagamentos seguro. De acordo com especialistas, o meio possui a mesma logística de pagamento de um TED ou DOC, ou seja, é tão seguro quanto as demais formas de transferências de valores do mercado.

PIX funciona final de semana?

Sim. O funcionamento do PIX é no formato 24 por 7, ou seja, o PIX está disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana. Então, você pode fazer um PIX no sábado, no domingo e também em feriados.

Transferência pelo PIX paga taxa?

Para transferências de pessoas físicas e MEI são gratuitas. Em caso de recebimento de valores pode ser cobrada uma tarifa em transações realizadas por QR Code dinâmico ou quando uma conta recebe mais de 30 transações mensais por conta.
 Para empresas, a cobrança de taxa depende da instituição financeira escolhida. Muitas instituições não estão cobrando taxas para recebimento de pagamentos via PIX, outras estão oferecendo taxas perto do 0%.

Quem inventou o PIX?

O PIX é um sistema de pagamentos criado e gerido pelo Banco Central do Brasil BACEN

Pessoa jurídica paga PIX?

Empresas podem transferir valores entre si via PIX, assim como pagar pessoas físicas. Como citado em outro tópico acima, pessoa jurídica (empresas) pode pagar taxa por recebimento de valores, elas não pagam taxas para transferir dinheiro.

Quanto posso transferir pelo PIX?

O Banco Central definiu que as instituições financeiras têm liberdade de definir os valores de transferência e pagamentos pelo PIX. Porém, o BC instituiu um limite, o valor não pode ser menor que 50% do disponibilizado para um TED ou a 100% do limite de compras de cartões de débito.

Também ficou definido que os valores de transferência podem variar de acordo com o dia da semana e o horário. Essa determinação vale até 28 de fevereiro deste ano. A partir do dia 1° de março de 2021, o limite mínimo será o mesmo valor autorizado para TED e compras em cartões de débito.

Para ter uma ideia das diferenças entre as instituições, vamos pegar as determinações da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil.

Na Caixa, o limite é de R$ 5 mil nas transações realizadas entre 6h01 e 22h durante todos os dias da semana. Entre 22h e 0h, o valor limite cai para R$ 3.500. Já os usuários do Caixa Tem, tem limite único de R$ 1.2000 para qualquer dia ou horário.

No Banco do Brasil, o limite do valor é de 50% do determinado pela instituição para TED, entre 6h e 20h em dias úteis. Nos finais de semanas e feriados entre 20h e 6h, o limite varia de acordo com o público, variando entre R$ 1 mil e R$ 10 mil.

Como cancelar pagamento feito com PIX?

Não há como cancelar uma transação via PIX. Por isso, é recomendado que o usuário preste bastante atenção na hora da transferência para confirmar os dados do destinatário. Assim, ele pode transferir corretamente.

Caso o PIX seja feito para uma conta errada, não há como cancelar ou estornar o valor transferido. O usuário deverá entrar em contato com o recebedor para verificar a possibilidade de devolução do montante.  

PIX paga imposto de renda?

Não, porém a uma discussão entre representantes do governo que pedem a cobrança de uma nova CPMF em cima das transações via PIX. O próprio Ministro da Economia, Paulo Guedes, já deixou claro que é a favor do novo imposto sobre as transações digitais. A alíquota da taxa ainda será definida, mas deve ficar entre 0,10 ou 0,15%, segundo Paulo Guedes.

Quando o PIX entrou em vigor?

O PIX entrou em vigor em todo o país no dia 16 de novembro de 2020.

Quanto tempo leva Tempo para “cair” um PIX?

O PIX é um sistema de pagamentos instantâneos, a estimativa é que dure até 10 segundos para a transação ser concluída.

Quer aceitar o Pix na sua Loja? Clique abaixo no Pix para o Varejo

Close Bitnami banner
Bitnami
Close Bitnami banner
Bitnami