Os números não mentem! Os pagamentos digitais devem representar uma boa fatia no mercado de pagamentos até o final deste ano. De acordo com a SBVC (Sociedade Brasileiro de Varejo e Consumo), 61% dos brasileiros que possuem um smartphone já utilizam carteiras digitais. Aliado a isso, o PIX fechou 2021 com 380 milhões de chaves cadastradas, segundo o Banco Central. 

Com uma mudança profunda nos hábitos de consumo por conta da pandemia de COVID-19, os varejistas viram os meios de pagamentos digitais crescerem rapidamente nos últimos anos. Bastante popular entre os consumidores, o Pix e as carteiras digitais são meios de pagamentos fundamentais para oferecer no PDV, no e-commerce e no delivery. 

Além de conquistar os consumidores que já estavam incluídos no sistema bancário, o PIix também conseguiu incluir 45 milhões de novas pessoas no sistema. Isso mostra que os meios de pagamentos digitais não são apenas facilitadores de pagamentos, mas também ferramentas de inclusão financeira no mercado brasileiro. 

A expectativa é que o PIX siga seu ritmo de crescimento acelerado em 2022 com o lançamento de vários novos recursos pelo Banco Central. Com as carteiras digitais não é diferente! Segundo estudo da consultoria Bain & Company, as carteiras devem fechar 2022 representando 28% do mercado de pagamento global e 47% dos pagamentos no e-commerce. 

Para promover a inclusão nesse mercado, varejistas contam com a ajuda de empresas como a Shipay e a Memocash, que buscam ajudar na adesão dos pagamentos digitais no Brasil. 

Conversamos com o COO da Memocash, Vitor Abel Machado, que nos falou sobre a integração das ferramentas da empresa com a Shipay, novidades no segmento de delivery e as expectativas para o mercado de pagamentos digitais. Confira a entrevista abaixo:

Como a integração com a Shipay facilita nos pagamentos digitais e Pix nos pontos de venda?

Imagina só o trabalho que o comerciante tem, quando ele recebe um PIX e ele tem de conferir em sua conta bancária, se o dinheiro caiu ou não. Então, só de integrar a Shipay com a nossa solução nos pontos de venda, todas as vendas já são auditadas automaticamente, o que agiliza o atendimento. 

O cliente que não possui a solução da Memocash integrada com a Shipay também não consegue receber pagamentos por diversas carteiras digitais. Com a nossa solução, ele consegue ter acesso a todas as principais carteiras digitais do mercado em uma mesma integração. Com isso, ele vende mais, vende melhor e mais rápido. 

Isso traz a oportunidade de que o cliente final escolha qualquer forma de pagamento e seja atendido com rapidez e praticidade. 

Como a Memocash vê a parceria com a Shipay? A integração das soluções das empresas agradou aos clientes?

A Memocash vê a parceria com a Shipay como maravilhosa. Isso porque custa muito caro ter um time de desenvolvedores, ter pessoas trabalhando em um projeto como o da Shipay. 

Por isso, a integração para nós veio em um momento especial, primeiro por questões de custos e segundo por questões de benefícios como fornecer aos nossos clientes uma solução completa de forma prática. 

Provavelmente, sem a Shipay nossos clientes demorariam muito para poder oferecer diversos meios de pagamentos e o timing do mercado não espera. O mercado pede que nós sejamos rápidos, tenhamos parceiros qualificados para atender as demandas de nossos clientes e um desses parceiros é a Shipay. 

Como o segmento de delivery tem reagido aos meios de pagamentos digitais?

O mercado brasileiro passou por uma grande revolução no segmento de delivery. Nós desenvolvemos uma solução chamada Memobox, que é gratuita para fornecer aos nossos clientes e também para atrair potenciais clientes do nosso negócio. 

Formatamos essa solução pensando na necessidade de facilitar a gestão de pedidos e nos benefícios financeiros deles não terem de pagar comissões como acontece em outras plataformas de delivery. 

E com isso, as formas de pagamentos digitais e a integração com a Shipay nessa solução de delivery, ajuda muito com que os comerciantes deixem de sofrer fraudes e parem de pagar comissões exorbitantes aos nossos concorrentes. 

Como anda o ritmo de adesão dos varejistas aos meios de pagamentos digitais?  Qual é a expectativa da Memocash com o Pix no mercado em 2022?

Como todo processo de inovação, o comerciante sente uma dificuldade na adesão. Isso é normal! A questão cultural no Brasil do uso do dinheiro é muito grande. 

Mesmo com essas características culturais, temos tido uma boa aceitação dos nossos clientes, mas acreditamos que o ritmo de adesão será muito maior em 2022. A partir do momento em que os novos recursos do Pix sejam implementados e disseminados no mercado. 

O processo de transformação digital foi acelerado pela pandemia e os meios de pagamentos acompanham essa mudança, sendo um dos principais expoentes nesse novo mundo pautado pelo digital. 

Com novas soluções e recursos de pagamentos, além da chegada do open banking e open finance no Brasil. A expectativa é que os meios de pagamentos digitais despontem como formas de pagamentos competitivas no mercado. 

A expectativa é que o Pix e as carteiras digitais consigam conquistar uma fatia cada vez maior de clientes que antes usavam outros meios de pagamentos como boletos e cartões para fazer suas compras. 

Close Bitnami banner
Bitnami
Close Bitnami banner
Bitnami