Todos nós acompanhamos os esforços de divulgação do Pagamento via PIX neste ano por parte do Banco Central e também por muitas instituições financeiras. Com o sistema já em funcionamento e com números muito animadores logo na primeira semana de operação, a grande expectativa do mercado é entender como será a aderência do novo método de pagamento pelo varejo. Afinal, neste primeiro momento, o direcionamento massivo da publicidade foi voltado para pessoas físicas.

O fato é que a aderência ao PIX por parte do varejo tem benefícios tanto para o lojista quanto para o consumidor final. E neste sentido, o próximo movimento previsto na agenda do Banco Central pode servir para impulsionar a adoção no varejo de um modo mais amplo: o saque PIX, com previsão de ser lançado no primeiro semestre do ano que vem. Os pagamentos via Pix, prometem permitir que consumidores façam saques em bocas de supermercados, farmácias e outros comércios. Ou seja, o consumidor tem acesso a dinheiro em espécie de forma mais rápida e prática para eventuais despesas corriqueiras ou imprevistos, enquanto o varejista recebe o valor imediatamente.

O varejo, por sua vez, ganha em fluxo de caixa, já que o valor entra em conta de imediato.

Aliás, independente de quando a funcionalidade vai entrar em operação, a questão do fluxo de caixa é outro grande benefício para o varejo. Hoje, o varejista arca com taxas elevadas nas operações de crédito e o dinheiro leva em média 30 dias para cair em conta. No débito, é preciso aguardar de um a dois dias. A entrada de dinheiro de forma instantânea via pagamentos feitos pelo PIX ajuda o varejista a ficar mais preparado para lidar com custos imprevistos no dia a dia, como o pagamento de alguma multa ou despesa fora do planejamento. Outro fator importante do ponto de vista de adesão é que, se as transações de pessoa física continuarem em um patamar relevante como observamos logo nos primeiros dias de lançamento da plataforma, é possível que muito em breve os próprios consumidores passem a demandar essa opção das lojas – e esse é com certeza o apelo mais forte, tendo em vista que ninguém quer perder espaço para a concorrência por não oferecer novas opções de pagamento ao consumidor.

Neste momento, tendo em vista a concorrência acirrada existente entre os bancos tradicionais, bancos digitais e Fintechs, o varejista tem espaço para batalhar por taxas mais atrativas e muito inferiores às praticadas por outros métodos de pagamento. Esse é o momento mais oportuno para que o varejo se antecipe, negocie e adapte suas lojas para oferecer essa forma de pagamento ao consumidor final.

A solução da Shipay oferece integração do PIX ao PDV, garantindo mais segurança e fluidez para a operação de caixa. Assim, o pagamento pode ser feito com confirmação imediata na tela do caixa, sem a necessidade que o lojista fique logado ao sistema de internet banking para conferência. Clique aqui e faça a sua integração.
Close Bitnami banner
Bitnami
Close Bitnami banner
Bitnami