A partir de novembro, tanto pessoas físicas quanto jurídicas terão acesso ao tão falado PIX, o novo sistema instantâneo de transações financeiras lançado pelo Banco Central.

Com o propósito de ser mais ágil, simples e muito mais barato do que as transações por DOC e TED, o PIX tem potencial para revolucionar os hábitos de pagamento do brasileiro e é necessário que o varejista esteja muito atento e preparado para essas transformações.

Pelo que já foi divulgado pela instituição, os pagamentos poderão ser feitos por chave de endereço (e neste caso, basta o recebedor informar uma das três opções: celular, email ou CPF/CNPJ para ser identificado), leitura de QR Code estático ou dinâmico e, em último caso, preenchimento manual dos dados.

Portanto, os dados das transações serão protegidos por criptografia e os pagamentos poderão ser feitos 24 horas, nos sete dias da semana.
Basta fazer a transação e em questão de segundos o dinheiro estará na conta do recebedor.

Antes de mais nada, a nova ferramenta do PIX é vista com bons olhos por sua agilidade e o potencial competitivo em comparação às opções que conhecemos hoje.

No entanto, é importante também que o varejista esteja preparado não só para fazer transações dessa forma, mas que faça isso da maneira mais segura possível.

Se por um lado o PIX traz uma proposta de muita rapidez e de ser tão democrático quanto o papel moeda (a estimativa é de que o custo seja de R$ 0,01 a cada 10 transações), há também o componente do risco de fraudes.

Neste sentido, infelizmente o Brasil é um país que não tem uma reputação muito positiva em relação ao tema. Pesquisa do Serasa Experian, por exemplo, apontou que 7 a cada 10 negócios online no Brasil tiveram aumento de prejuízos em função de fraudes.

Para que o varejista possa receber e fazer pagamentos com mais segurança, a Shipay faz toda a integração do sistema com o PDV da loja. Assim, o lojista pode oferecer QR Codes dinâmicos para cada pagamento com a confirmação do pagamento em tela.

A solução também elimina a necessidade de manter o aplicativo do banco aberto no caixa para confirmar o recebimento de um pagamento, por exemplo. Além de garantir mais agilidade na operação do caixa, o sistema oferece uma segunda camada de proteção para as transações financeiras feitas via PIX.

Close Bitnami banner
Bitnami